LANDR BLOG

Teoria musical

Teoria Musical: o Básico que Você Precisa Saber Para Aprimorar a Sua Música

Teoria Musical: o Básico que Você Precisa Saber Para Aprimorar a Sua Música

A teoria musical explica como a música funciona.

Ela é a estrutura por trás das músicas que você ama, capaz de explicar como os músicos fazem o que fazem.

Apesar disso, a teoria musical também pode mostrar o caminho que você deve seguir.

Aprender a teoria é uma parte essencial do seu desenvolvimento musical.

Começar a aprender teoria musical pode ser um pouco assustador no começo. Há tanta informação disponível que fica difícil saber por onde começar.

Nós criamos o guia definitivo para começar a aprender teoria musical, para que você consiga compreender os seus fundamentos e começar a aplicá-los em sua música hoje mesmo.

O que é teoria musical?

A teoria musical é como os músicos explicam e descrevem os fenômenos ouvidos em uma composição musical.
A teoria musical define os aspectos centrais da música e fornece um sistema para que os músicos comuniquem suas ideias uns aos outros.
Use a barra de navegação à esquerda para explorar os principais conceitos da teoria musical.

Por que você deve aprender teoria musical?

A teoria musical pode parecer uma prática acadêmica massante, que transforma o fazer música em um complicado quebra-cabeça.
Essa visão inicial está completamente equivocada. Todos os músicos podem se beneficiar ao aprender alguns aspectos da teoria musical.
Compreender os conceitos da teoria musical é a chave para progredir no seu instrumento, escrever melhores canções e romper bloqueios criativos.
A boa notícia é que você não precisa de um professor caro ou de um conservatório clássico para aprender.
Você pode aprender as partes importantes da teoria musical estudando por conta própria e aplicando esses conceitos à sua prática musical diária.
Neste artigo, irei cobrir os elementos básicos da teoria musical e fornecer alguns recursos para iniciar sua jornada de aprendizagem nos conceitos da teoria musical.Voltar ao topo ⟰

1. Começando com o básico da música

A melhor maneira de começar a aprender teoria musical é com o básico do básico.
Estou falando dos components básicos que toda composição musical tem em comum.
Esses são os conceitos da teoria musical que você provavelmente consegue entender intuitivamente – mesmo que não conheça seus nomes técnicos.
Os fundamentos básicos da teoria musical são:

Acesse esses posts para começar a analisar tais conceitos ou relembrar seus significados no contexto da teoria musical.

O que é Melodia na Música?
Como Usar a Melodia em Suas Composições


O que é Harmonia na Música? Como Usar Harmonia em Suas Composições


O Que é Ritmo: Como o Tempo, a Batida e a Métrica Funcionam na Música

Voltar ao topo ⟰

 2. Os rudimentos da teoria musical

Seus próximos passos na teoria musical começam com rudimentos.
“Rudimentos” é uma palavra que pode soar pesada, bastante associada a educação musical formal, mas não se deixe assustar.
Rudimentos são a teoria musical na prática – eles são a teoria por trás da música que você executa todos os dias, não importa o instrumento que toque.
Os rudimentos da teoria musical são:

Cada um deles é um assunto complexo, com importantes subtópicos que devem ser explorados caso seu objetivo seja escrever músicas melhores.
Esses tópicos serão analisados em detalhes em outra parte deste artigo, mas se você precisa começar do zero, aqui estão alguns guias introdutórios para cada conceito.
Voltar ao topo ⟰

3. Leitura de notação musical

A notação musical é como você analisa os conceitos da teoria musical. Compreender como a linguagem da música é escrita fornece a base para desenvolver seu conhecimento teórico.
Mesmo que você nunca toque ou performe músicas de uma partitura escrita, a maneira como a música é representada em uma partitura ajuda a conectar os pontos entre o que você ouve e o que você toca.
Desenvolver essa conexão ajuda você a aplicar mais facilmente as suas ideias em suas faixas.
Seja para colocar as suas ideias no papel, tocar uma partitura ou apenas entender o que está acontecendo em uma canção, ler partituras é uma das melhores maneiras de se estudar teoria musical.
Cada elemento da notação musical foi desenvolvido para ajudá-lo a realmente entender as músicas que ouve.
Tenha isso em mente ao aprender a linguagem escrita da música – sem isso, os músicos teriam bastante dificuldade para comunicar suas ideias!
Aqui está uma coleção de recursos para começar a ler e escrever música.

O Círculo de Quintas: O que é e como usá-lo em suas composições

Voltar ao topo ⟰
https://youtu.be/T2gw9Fcc_w0
https://www.youtube.com/watch?v=eVteycbJUsw

4. Os acordes são as notas operando em conjunto

Depois de ter a base para construir o conhecimento teórico, você pode mergulhar nos pilares da prática musical.
Os acordes são as unidades individuais da harmonia.
Eles ocorrem sempre que grupos de tons consonantes são tocados juntos.
A relação entre a altura de dois tons é conhecida como intervalo. O tipo de intervalo contido dentro de um acorde determina sua qualidade de acorde.
Você já deve estar familiarizado com tons maiores e o menores (as duas qualidades básicas do acorde), mas há muito mais a ser descoberto.
A forma como os tons se relacionam dentro da estrutura de um acorde e a maneira como os diferentes acordes interagem entre si são uma parte fundamental da identidade da música.
Juntar acordes em sequência é uma das partes básicas da composição. Uma sequência de acordes musicalmente agradável é chamada de progressão de acordes.
Aprender como construir acordes individuais e como organizá-los é uma habilidade que você pode desenvolver através da teoria musical.
Para fazer isso da maneira adequada, você terá que aprender vários conceitos relativos aos acordes.
Nossa newsletter sobre acordes cobrem desde a construção de formas básicas de acordes e como começar com progressões de acordes, até como adicionar complexidade e sofisticação através de acordes estendidos.

Aprendendo Acordes: 4 Tipos de Acordes Básicos e Como Tocá-los


Aprendendo Progressões de Acordes: Como Arranjar os Acordes Na Sua Composição


Acordes Diminuto: Como adicionar Drama à Sua Composição


10 Progressões de Acordes Emotivos que Todo Produtor Deve Saber

Voltar ao topo ⟰
https://youtu.be/PG_u4NDJtwU
https://www.youtube.com/embed/lzLkebsh0TY

5. As escalas são a base de qualquer melodia

As escalas são o próximo rudimento importante na música.
As escalas são a matéria-prima das melodias. Qualquer passagem musical melódica com uma melodia cantável necessita de uma escala para tomar forma.
Uma escala é uma coleção sequencial de notas com um padrão específico de tons e semitons.
Esse padrão determina o som da escala e como ela é aplicada nas músicas.
Escalas diferentes trazem diferentes sensações, emoções e características para uma peça – e permitem diferentes possibilidades melódicas.
As duas escalas básicas são a maior e a menor. A escala maior segue o padrão tom-tom-semitom-tom-tom-tom-semitom.
A escala menor segue o padrão tom-semitom-tom-semitom-tom-tom.
Esse é apenas o começo. Existem inúmeras escalas, cada uma com sua própria assinatura melódica.
As escalas são tão importantes quanto os acordes quando se trata de formar a identidade sonora de uma música.
Escalas e acordes são os principais rudimentos que você precisa entender para começar a fazer música.
Em nossa série de artigos sobre escalas analisamos os tipos de escalas mais úteis e como aplicá-las em sua música.

Modos de Música: Como Enriquecer suas Músicas com Cor Modal


O Círculo de Quintas: O que é e como usá-lo em suas composições

Voltar ao topo ⟰

6. Tons e armaduras de clave na música

Uma tonalidade musical define o grupo de tons que serão usados ​​em uma composição musical.
Ele define o padrão que constitui a principal escala (maior ou menor) e a “base” harmônica da música.
O tom de uma peça musical é determinado por um conjunto de sustenidos ou bemóis (acidentais) chamado armadura de clave.
Uma armadura de clave aparece no início de uma linha musical para indicar quais notas devem ser alteradas de seu estado original para que se encaixem no tom.
Tons são o contexto harmônico e melódico para a criação de uma música. Eles fornecem um modelo que ajuda os músicos a saber quais notas tocar quando tocam uns com os outros.
Uma música pode começar em uma tonalidade e terminar em outra, ou passar por uma tonalidade diferente antes de retornar à inicial. Isso é conhecido como mudança de tom.
Você pode identificar a tonalidade tomando como referência o padrão de sustenidos e bemóis delineado no círculo das quintas.
Reunimos alguns guias para que você possa identificar o tom de uma partitura, encontrar o tom da sua própria música ou até mesmo encontrar o tom de um sample.

O Círculo de Quintas: O que é e como usá-lo em suas composições


Como Obter Mais de Suas Amostras Usando Transposição

Voltar ao topo ⟰
https://youtu.be/F21pS3Wo8ko

7. O ritmo é o pulso de uma música

O ritmo é um aspecto básico da música e um assunto bastante complexo por si só.
Cobrimos o básico em nosso apanhado geral, mas vale a pena prestar mais atenção ao ritmo, uma vez que é um dos elementos mais importantes da música moderna.
O groove e o feeling podem ser muito úteis, mas uma compreensão sólida do ritmo pode fazer você alcançar outros patamares.
Os beats são apenas ritmos representados no piano roll de sua DAW. Se você não sabe como organizar um ritmo em sua DAW, aqui está um guia de como fazer sua primeira batida.
Você pode até trazer um aspecto mais humano em um ritmo utilizando o DAW swing.
Ritmos simétricos são a base para a maioria das batidas e grooves, mas é com os polirritmos que você eleva a sua sensibilidade rítmica para o próximo nível.
Polirritmos são grooves híbridos que combinam diferentes padrões rítmicos.
Parece complicado no início, mas nossa explicação detalhada vai deixar mais fácil incorporar polirritmos em suas composições.

O Que é Ritmo: Como o Tempo, a Batida e a Métrica Funcionam na Música

Voltar ao topo ⟰
https://youtu.be/CbmWdKOmEBc

 8. Exercícios de teoria musical

Depois de dar os primeiros passos com esses elementos principais da teoria musical, você precisará praticar com eles para sedimentar o que aprendeu.
Não estamos falando daqueles intermináveis exercícios repetitivos que você faz ​​para construir memória muscular.
Existem muitas maneiras de praticar a teoria musical que se relacionam diretamente com a criação de música. Você pode se surpreender com o quanto algumas delas podem ajudá-lo.
Aqui estão nossas melhores estratégias para trazer a teoria musical para o seu fluxo de trabalho de uma forma que estimule a sua criatividade e o ajude a aprender ao longo do caminho.

Os 8 Melhores Aplicativos de Percepção Musical Para Aumentar Suas Habilidades Auditivas


7 exercícios de teoria para alavancar sua inspiração ao compor músicas


6 Razões Pelas Quais Você Deve Aprender um Novo Instrumento


improvise on your instrument

Como Improvisar Melhor no Seu Instrumento

Voltar ao topo ⟰

A teoria de tudo

Aprender teoria musical é a porta de entrada para o seu crescimento como músico. Pode até parecer muito técnico, mas os benefícios valem a pena se o seu objetivo é aprimorar a sua música.
Uma vez que você começar, vai perceber que não há nada a temer. Use este guia para começar sua jornada pela teoria musical.