LANDR BLOG

GravaçãoInspiração

Como Transformar o Ruído Desagradável em uma Ferramenta de Mixagem Criativa

Como Transformar o Ruído Desagradável em uma Ferramenta de Mixagem Criativa

Obtenha as ferramentas para moldar o seu som com mais de 30 sintetizadores, instrumentos, efeitos e plug-ins de utilitários de líderes da indústria como Arturia, UJAM e muito mais. Experimente os plug-ins LANDR. Experimente os plug-ins LANDR.

Você gasta muito tempo tentanto reduzir ruído nas suas mixagens.

Faz sentido. O sinal mais limpo possível garante que cada elemento da sua mixagem atravesse para um impacto máximo.

Mas incansavelmente tentando obter o sinal mais limpo ignora uma poderosa ferramenta criativa na música …

Você adivinhou,
ruído.

Adicionar ruído à sua mixagem de maneira habilidosa abrirá todo um mundo de possibilidades criativas.

Quando usado corretamente, pode adicionar textura e profundidade às suas faixas e mudar completamente o tom da sua música.

A chave é saber como e quando usá-lo. Neste guia, mostrarei alguns dos tipos mais comuns de ruído e como usá-los de forma criativa para uma mix mais interessante.

Uma diferença fundamental no que consideramos “música” e o que consideramos “ruído” são as frequências que cada uma exibe.

O Que é Ruído na Música?

Essa é uma questão bem filosófica. Há centenas de possíveis respostas aqui.

Mas, para simplificar, ruído é qualquer som que não tenha uma “qualidade musical”. O ruído é muitas vezes desatrelado e indistinto.

Uma diferença fundamental no que consideramos “música” e o que consideramos “ruído” são as frequências que cada uma exibe.

Os sons considerados “musicais” têm frequências reconhecíveis e separadas. As freqüências de ruído branco estão presentes em uma ampla faixa e com intensidades iguais, fazendo com que freqüências distintas sejam difíceis de detectar.

Usando Ruído

Então, por que adicionar todo aquele ruído desagradável? Boa pergunta.

Como músico, um dos maiores desafios que você enfrenta é tornar suas faixas cheias de som.

Escrever uma ótima linha de sintetizador é uma coisa… Mas seguir essa linha e obter profundidade e textura através da mixagem e dos efeitos de áudio apresenta um outro desafio.

Pegar diferentes tipos de ruído e misturá-los com elementos da sua faixa pode adicionar profundidade à sua mixagem com base em como essas freqüências se chocam ou se misturam ao longo do espectro.

Ao misturar sons tradicionalmente “musicais” com a ampla gama de ofertas de ruídos de frequências, você fica com uma mix texturizada e mais completa.

Como todos os elementos de uma mix, encontrar o equilíbrio certo para elementos centrados no ruído e o restante da sua mix exigirá um pouco deEqualização e processo criativos.

Mas, para começar, aqui estão os tipos mais úteis de ruído e algumas maneiras principais de usá-los para preencher suas faixas.

Ao misturar sons tradicionalmente “musicais” com a ampla gama de ofertas de ruídos de frequências, você fica com uma mix texturizada e mais completa.

Ruído Branco como um Instrumento

O que é Ruído Branco?

O ruído branco é um sinal aleatório que tem a mesma amplitude (plano) em todo o espectro de freqüência – a estática de rádio é um ótimo exemplo.

O ruído branco é provavelmente o tipo mais comum de ruído usado na música – especialmente música eletrônica.

Como o ruído branco tem força igual em todas as freqüências, ele pode adicionar textura e profundidade à sua mixagem e interagir com seus instrumentos de maneiras interessantes.

Nem todas as mixagens precisarão da camada de ruído branco, mas as faixas que apresentam elementos como guitarras de parede de som, blocos de decaimento lento ou cabos de sintetizador brilhantes podem reagir muito bem à adição de uma camada de ruído branco.

As faixas que apresentam elementos como guitarras de parede de som, blocos de decaimento lento ou cabos de sintetizador brilhantes podem reagir muito bem à adição de uma camada de ruído branco.

Veja algumas maneiras de usar o ruído branco para começar. Eu usarei ferramentas no Ableton para ilustrar, mas os conceitos serão semelhantes, independentemente de qual DAW você usar.

3 Maneiras de Usar Ruído Branco de Forma Criativa:

Camada Com Ruído Branco:

Camadas de ruído branco em cima de elementos melódicos, como sintetizadores ou linhas de baixo em sua trilha, darão a elas um pouco de nitidez quando misturadas corretamente. Veja como:

1. Depois de organizar o seu sintetizador ou linha de baixo, copie o clip MIDI para um novo canal e coloque o instrumento Analógico padrão.

2. Mude a waveform para ruído branco e desligue o segundo oscilador para fazer seu sintetizador gerar um sinal de ruído branco.

3. Ajuste o decay no envelope do sintetizador para corresponder à duração e ao ataque da sua informação MIDI original.

https://blog.landr.com/wp-content/uploads/2018/04/how-to-use-noise_Layering-white-noise.jpg

Quando estiver satisfeito com os resultados, agrupe seu som de sintetizador original e seu canal de ruído juntos, dando ao seu sintetizador uma pequeno bite e a sua faixa com uma sensação geral mais pesada.

Use Ruído Branco como Camada de Fundo:

O ruído branco funciona muito bem como uma maneira rápida e fácil de adicionar textura e profundidade à sua trilha como uma camada de fundo.

Sua DAW já deve ter ótimas amostras de ruído branco que você possa usar. Comece criando um canal de áudio separado para sua amostra de ruído branco e solte-o.

Ajuste seus parâmetros para colocar sua camada de ruído branco onde você quiser na sua imagem estéreo.

Seu ruído pode estar presente durante toda a faixa, ou entrar e sair em partes onde você gostaria de adicionar alguma textura.

Aplique o seu ruído branco com moderação, certifique-se de que não está afogando outros elementos da sua faixa.

Aplique o seu ruído branco com moderação, certifique-se de que não está afogando outros elementos da sua faixa, testando-o no contexto da sua mistura inteira.

Dica: Use a automação de mixagem para registrar alguns ajustes de ganho lentos e graduais na camada de ruído branco. Isso adicionará um movimento e arco narrativo à sua mixagem.

Filtre Sinais de Entrada de Ruído Branco para Criar Paisagens Sonoras Exclusivas:

Uma ótima maneira de entender e praticar a Equalização é usar o ruído branco como sua entrada de sinal.

Como o ruído branco está presente em todo o espectro de frequências, praticar como isolar certas frequências é simples.

Mas quem diz que você tem que parar apenas praticando sua Equalização?

Filtrar o ruído branco criativamente pode produzir paisagens sonoras interessantes que funcionam como atmosfera em suas faixas que podem estar com falta de profundidade.

Veja como fazer isso:

1. Use o Filtro Automático padrão da sua DAW em uma faixa de áudio que tenha uma amostra de ruído branco ou gerador no canal.

2. Ajuste o tipo de filtro e module a Ressonância e o LFO para possibilidades de som sem fim.

Dica: O filtro Bandpass com Ressonância alta e um pouco de LFO cria um som assustador, à distância.

https://blog.landr.com/wp-content/uploads/2018/04/how-to-use-noise_Filtering-white-noise.jpg

Crackle

O que é Crackle?

Crackle na música é um som mais comumente associado a desgaste ou poeira em discos de vinil.

Quando usar Crackle

Crackle é um ruído que você provavelmente vai querer usar com um pouco de moderação em suas mixagens.

No entanto, se você usá-lo demais, pode distrair de seções mais rítmicas ou groovy de suas músicas e fazer com que pareça que tudo não está sincronizado corretamente.

Como Adicionar Crackle

No painel de efeitos de áudio da sua DAW, o painel Vinyl Distortion oferece muitas opções de ruído embutidas – sendo uma delas o crackle.

Arraste o efeito para o seu canal de áudio com o som ao qual você deseja adicionar o crackle.

Para personalizar o seu crackle, você pode ajustar tanto o Tracing Model quanto o Pinch. Mesmo que os controles pareçam iguais, ajustar esses parâmetros criará efeitos muito diferentes em seu som.

https://blog.landr.com/wp-content/uploads/2018/04/how-to-use-noise_crackle.jpg

Sutil:

O Tracing Model adicionará uma distorção sutil, mas harmônica, ao seu sinal de entrada. Simula desgaste ou poeira em um disco de vinil.

A posição do círculo amarelo no eixo X afetará a freqüência do harmônico. Ajustar o Drive aumentará ou diminuirá a intensidade da distorção.

Um bom uso de crackle sutis é suavizar as freqüências mais altas.

Execute uma amostra crackle através de algum reverb para obter uma sensação fantasmagórica e cavernosa para sua camada de ruído.

Harsh:

Ajustar o Pinch adiciona um efeito muito mais drástico adicionando harmônicos ímpares ao sinal de entrada. O resultado costuma ser uma rica distorção harmônica.

A característica mais interessante deste efeito são as caixas Hard e Soft. O modo Hard soa muito mais como a distorção de gravação de vinil padrão, mas o modo Soft serve para imitar uma placa de dublagem (ou acetato).

Use um crackle mais áspero, como a distorção criada com o Pinch, quando quiser adicionar muita textura a um elemento específico da sua faixa.

Dica: Execute uma amostra crackle através de algum reverb para obter uma sensação fantasmagórica e cavernosa para sua camada de ruído.

Assobio

O Que é Assobio?

O assobio ocorre com dispositivos eletrônicos quando os elétrons se desviam do caminho pretendido.

Os elétrons perdidos manipulam a tensão do sinal de saída, o que cria um ruído de assobio – quando usado corretamente, pode animar percussão, pistas ou amostras que precisam de um impulso extra para se destacar.

https://blog.landr.com/wp-content/uploads/2018/04/how-to-use-noise_Hiss.jpg

Quando usar Assobio

Mais uma vez, você vai querer usar assobio com moderação. É um som dominante que pode assumir uma faixa se não for usado com cuidado.

No entanto, adicionar assobios aos elementos de percussão da sua faixa – como snares ou hats, ou até mesmo o seu chute – pode preencher o som deles e dar uma nova vida às amostras antigas.

Usar assobios como caudas para a sua percussão é um ótimo lugar para começar.

Faça camada de uma amostra de assobio com um comprimento ligeiramente maior que o seu som percussivo. Ele irá adicionar aos seus elementos de percussão de uma forma que vai além de simplesmente ativar o botão de decay embutido na sua DAW.

Como adicionar Assobio:

Uma maneira interessante e criativa de fazer isso é pegando amostras de sons de assobios e transformando-os em sons de bateria através da drum rack da sua DAW.


Arraste as amostras de assobio que você gostaria de usar em uma rack de bateria e edite o comprimento do loop correspondente aos sons de bateria. Mantenha os sons do mesmo tamanho que o elemento com o qual você está trabalhando ou, como mencionado anteriormente, um pouco mais para adicionar uma cauda / decaimento.

Quando os sons são tocados juntos, o som de assobio elevará sua bateria e fará com que seus padrões se distanciem das mesmas amostras de estoque que todos estão usando.

Ruído Agora

Ruído na sua mixagem nem sempre tem que ser ruim.

Técnicas criativas para adicionar elementos “não musicais” à sua faixa podem fazer com que elas se destaquem e adicionem textura e profundidade interessantes à sua imagem estéreo.

Além disso, eles são um excelente ponto de partida para criar alguns sons experimentais – perfeitos para quando o pré-ajuste não for feito.

Masterização e distribuição ilimitadas, 1.200 samples livres de royalties, 30+ plug-ins e muito mais! <a href="https://www.landr.com/pt/preco/?utm_campaign=acquisition_platform_en_us_studio-generic-new-blog-ad&amp;utm_medium=organic_post&amp;utm_source=blog&amp;utm_content=left-hand-generic-ad&amp;utm_term=general">Obtenha tudo o que a LANDR tem a oferecer com o LANDR Studio.</a>

Masterização e distribuição ilimitadas, 1.200 samples livres de royalties, 30+ plug-ins e muito mais! Obtenha tudo o que a LANDR tem a oferecer com o LANDR Studio.

Monique Brandão

Monique é profissional de marketing, ama música, é viciada em redes sociais e mora no Canadá. No seu tempo livre ela gosta de estar com os amigos e em contato com a natureza, especialmente durante o verão. Contribuidora de Conteúdo da LANDR.

@Monique Brandão

Receba guias de equipamento, dicas de mixagem, os melhores plug-ins gratuitos e muito mais na sua caixa de entrada todas as semanas.

As últimas novidades da LANDR