LANDR BLOG

Equipamento musicalGravaçãoMixagem e masterizaçãoVídeo

Equalização 101: Tudo que os músicos precisam saber sobre EQ

Obtenha as ferramentas para moldar o seu som com mais de 30 sintetizadores, instrumentos, efeitos e plug-ins de utilitários de líderes da indústria como Arturia, UJAM e muito mais. Experimente os plug-ins LANDR. Experimente os plug-ins LANDR.

Você EQ?

Boa EQ é vital para um grande mix. EQ é uma das principais ferramentas para os produtores ao mixar áudio, juntamente com o volume, panning e compressão.

Mas um monte de gente usa EQ demais sem saber o que ele realmente faz com o seu som. Queremos ajudá-lo a se tornar um profissional de EQ!

Este mês vamos nos aprofundar sobre Equalização.

Para dar um start no mês de EQ, vamos começar com este manual sobre tudo de EQ: o que é, como funciona e quando usá-lo.

O Que É EQ Na Música?

EQ (ou Equalização) é o corte ou o impulso de uma determinada freqüência (ou faixa de frequências) no espectro de frequência. Um Equalizador (EQ) divide esse espectro em seções (chamadas “bandas”) que você usa para cortar ou aumentar partes de seu som.

Os seres humanos podem ouvir frequências de áudio entre aproximadamente 20 e   20 000 Hz. Qualquer som que as orelhas humanas percebam fica em algum lugar nesse espectro de frequência.

20-20000hz

Veja como o espectro de frequência geralmente fica dividido:

frequencyspectrumdivision

Frequências Fundamentais

Os sons (instrumentos, sons naturais, vozes, etc.) raramente são puros, exceto as ondas sinusoidais sintetizadas. O que dá aos sons seus timbres reconhecíveis é uma mistura de sua frequência fundamental e seus harmônicos.

A frequência fundamental é a frequência principal – aquela que você ouve como a “nota” de um som. É também a mais alta. As frequências extras que adicionam caracteres ao som são seus harmônicos. Você não os ouve como notas separadas e eles não são tão altos.

Este é um conceito importante para entender quando se trata de equalizar suas próprias mixagens. Isso significa que a maioria dos sons são compostos de informações através de um amplo espectro de frequências – não apenas as fundamentais.

Assim, um som com uma alta frequência fundamental também terá informação no espectro inferior. Equalizar com isso em mente é crucial para obter o seu melhor mix possível.

O Que a Equalização Faz Com o Seu Som?

Equalizar não cria novas frequências. Pense em equalização como uma escultura: você está trabalhando com sua matéria-prima – as frequências existentes de seu som.

Ao cortar ou impulsionar certas frequências, a equalização molda o tom e o carácter do seu som. Equalizar também altera o equilíbrio entre as frequências que já estão lá. Isto lhe dá o poder de esculpir o espaço, no espectro de freqüência, para cada um de seus sons para fazer com que eles se encaixem bem na mistura. Simplificando, equalizar é o pilar de uma boa mixagem.

Quando Usar Equalização: Abordagens corretivas e criativas

Existem duas abordagens úteis para equalização:

  • Correção de EQ
  • Criação de EQ

Equalização corretiva permite que você remova elementos indesejáveis de uma gravação, como por exemplo, vibrações. Mas, cuidado: com o excesso de EQ para correções o som acaba soando não natural e distorcido. Procure sempre ter a sua melhor gravação antes de equalizar.

Espaços não tratados fazem algumas freqüências específicas ressoarem de forma desagradável. Os microfones captam a ressonância e causam feedback. Equalizações corretivas são uma ótima solução para eliminar o feedback em seu mix – elas permitem cortar essa frequência de ressonância específica.

Equalização criativa permite:

  • Fazer com que cada instrumento se encaixe melhor em seu mix
  • Acentuar bons elementos de um som, aumentando-os
  • Criando uma sensação de distância (elementos próximos ou mais distantes no mix)
  • Faça um som mais fino ou mais espesso

Tipos de Equalização

As principais diferenças entre os diferentes EQs são:

  • Como eles dividem a faixa de freqüência
  • Quanta precisão eles permitem

Quanto mais “bandas” houver em seu EQ, mais controle você vai ter sobre o que você aumentar ou cortar.

Aqui estão algumas coisas interessantes para você: Os três principais tipos de EQs! Tô brincando – mas os conhecendo o fará um melhor produtor:

1. EQs de Prateleiras: Filtros de alta e baixa passagem

Um EQ de prateleira aumenta ou reduz as frequências acima ou abaixo de um limiar específico.

Existem dois tipos: filtro passa-alta e filtro passa-baixa.

Filtro high pass ou passa-alta (também chamado de Low-Cut Filter): Permite todas as frequências acima do limite definido e corta as frequências abaixo.

newads__0000_high-pass

Use ele para:

  • Reduzir os graves profundos desnecessários que ocupam espaço nos lows
  • Reduzir o estrondo causado pelas vibrações do chão em uma gravação

Filtro Low Pass ou passa-baixa (também chamado High-Cut Filter): Permite todas as freqüências abaixo do limite definido e corta as acima.

newads__0001_low-pass

Use-o para:

  • Reduzir o chiado nas altas frequências
  • Eliviar um som agudo e alto
  • Remover as elevações desnecessárias de seus sons graves para obter mais espaço no high-end

Quando você combina um filtro passa-alta e um filtro passa-baixa você obtém um filtro Band-Pass - que permite através de uma determinada banda e corta o que está abaixo e acima.

newads__0002_band-pass

Um Band-Pass permite que você aprimore frequências específicas para aumentar ou cortar. Filtros passa-alta e passa-baixa são mais gerais, enquanto um band-pass é muitas vezes usado para ajustes mais específicos.

2. EQs Gráficos

graphic_eq

Os EQs gráficos têm normalmente vários sliders. Cada slider tem uma banda de frequência fixa. Os EQ gráficos têm entre 7 e 31 bandas.

EQs gráficos são geralmente utilizados na mistura geral para fazê-lo soar bem em uma sala particular.

Está aqui uma Dica Quente da Presonus: “se você estiver mixando  em um quarto” inoperante “, você pode querer impulsionar freqüências elevadas e rolar algumas lows . Se você estiver misturando em uma sala “ao vivo”, talvez seja necessário diminuir as freqüências de alto-médios e mais altas. “

Não é tão comum ver um EQ gráfico em uma trilha individual. Para isso, você usaria equalizadores paramétricos.

3. Paramétrico e Semi-paramétrico EQs

parametric_eq

Para um controle e versatilidade ótimos, este é o tipo de EQ que você está procurando.

Um EQ paramétrico oferece controle total. Ele permite que você escolha a Freqüência principal para EQ, o Ganho e a Largura de Banda- ou Q para breve (mais sobre isso abaixo).

EQs paramétricos vêm com 3 a 7 ( as vezes mais) bandas. A maioria dos equalizadores paramétricos usa pontos que você traça, arrastando-os através do espectro de freqüência para a exata freqüência que você deseja ajustar. Verticalmente você tem o eixo decibéis(intensidade) e horizontalmente você tem o eixo de espectro de frequência(20-20kHz).

Use equalizadores paramétricos em faixas individuais para esculpir seus sons.

EQs semi paramétricos são os mesmos que paramétricos, exceto que o Q é fixo. Há menos para ajustar para que eles possam ser mais simples de usar. Muitas vezes você os verá em mixers analógicos.

Controles Básicos em um EQ

Vamos olhar mais de perto os controles básicos de um EQ. A maioria dos equalizadores têm todas seguintes configurações (exceto para o Q, encontrado principalmente em EQs paramétricos).

Frequência

Este controle permite que você escolha qual freqüência você afetará com seu EQ.

Gain

Esse controle permite que você escolha o volume do seu EQ em decibéis(dB). Geralmente vai de -15dB a +15dB.

‘Q’ ou Bandwidth

O Q é a largura do EQ.

screen-shot-2016-12-09-at-2-54-50-pm

Um número mais alto vai te dar um Q “aperatado”(como I e II no NOVA acima). Um apertado Q soa melhor para cortes. Use-o para remover uma freqüência precisa. Um Q apertado não soa natural para um impulso. Nosso cérebro não está acostumado a ouvir freqüências precisas impulsionadas dessa forma.

Um número mais baixo vai te dar um Q “largo” ou “aberto”— ele afetará as freqüências em torno do seu principal(veja III e IV no  NOVA). Isto é o que você quer usar para um impulso. Soa mais suave e mais orgânico para nossos ouvidos.

Equalization Nation

Equalização é a parte chave da criação de áudio. Agora que você já conhece o básico de EQ você tem tudo que você precisa para começar o seu próprio som.

Mixar é a arte de montar todas as peças do quebra-cabeça de áudio. Fazer tudo se encaixar depende de processos-chave como EQ.

Conheça o que  EQ faz no seu som . Escolha o EQ certo para cada trabalho. Com alguma prática você será um feiticeiro de mixagem.

Próximo capítulo: faça uma boa mix com infográfico de frequência e guia EQ!

Masterização e distribuição ilimitadas, 1.200 samples livres de royalties, 30+ plug-ins e muito mais! <a href="https://www.landr.com/pt/preco/?utm_campaign=acquisition_platform_en_us_studio-generic-new-blog-ad&amp;utm_medium=organic_post&amp;utm_source=blog&amp;utm_content=left-hand-generic-ad&amp;utm_term=general">Obtenha tudo o que a LANDR tem a oferecer com o LANDR Studio.</a>

Masterização e distribuição ilimitadas, 1.200 samples livres de royalties, 30+ plug-ins e muito mais! Obtenha tudo o que a LANDR tem a oferecer com o LANDR Studio.

Monique Brandão

Monique é profissional de marketing, ama música, é viciada em redes sociais e mora no Canadá. No seu tempo livre ela gosta de estar com os amigos e em contato com a natureza, especialmente durante o verão. Contribuidora de Conteúdo da LANDR.

@Monique Brandão

Receba guias de equipamento, dicas de mixagem, os melhores plug-ins gratuitos e muito mais na sua caixa de entrada todas as semanas.

As últimas novidades da LANDR