LANDR BLOG

Teoria musical

Armadura de Clave: Como Funcionam as Tonalidades na Música

Armadura de Clave: Como Funcionam as Tonalidades na Música

A Armadura de Clave pode ser vista como um roteiro para o cenário harmônico e melódico de uma peça musical.

Você precisa conhecer as armaduras de clave para tocar com outros músicos ou mesmo para gravar em cima de uma faixa no seu DAW.



Contudo, lembrar das armaduras de clave e vê-as escritas na pauta pode paracer complicado se você não as conhecer ou ainda não estiver familiarizado.

Saber as armaduras de clave não é tão difícil se você compreender a estrutura por detrás delas.

Neste artigo, analisaremos as armaduras de clave e indicaremos a maneira mais fácil de identificá-las em uma música e lembrá-las em seu instrumento.

O que é uma armadura de clave?

Uma armadura de clave pode ser vista como o conjunto de sustenidos e bemóis que determinam a tonalidade de uma música. A clave é o conjunto de tons que compõem a escala principal maior ou menor a ser utilizada na composição. A armadura de clave aparece no início de uma pauta musical para indicar quais notas devem ser alteradas para se ajustarem à tonalidade.

Como identificar a armadura de clave

Para estar bem situado em seu instrumento ao tocar uma música com uma partitura, você primeiro precisa identificar a tonalidade.

Para estar bem situado em seu instrumento ao tocar uma música com uma partitura, você primeiro precisa identificar a tonalidade.

Felizmente, não é difícil identificar a armadura de clave de uma peça musical escrita. Tudo que você precisa fazer é analisar o conjunto de sustenidos e bemóis de uma determinada maneira.

Veja como encontrar o tom de qualquer peça musical escrita:

  • Para tonalidades com sustenidos: o último sustenido na armadura de clave é o dominante ou 7º grau da escala da tonalidade. Conte um semitom acima para chegar à tônica.
  • Para tonalidades com bemóis: o penúltimo bemol é a nota tônica. Simples assim!
how to identify key signatures (major keys)

Talvez você tenha percebido um problema caso esteja acompanhando. Como saber se a tonalidade é maior e não a menor relativa que possui a mesma armadura de clave?

Obter a resposta certa é um pouco mais complicado. É preciso uma pequena análise harmônica para estar 100% Seguro.

Mas eis aqui uma boa dica: as músicas geralmente começam e terminam na tônica. Para a maioria das músicas, a primeira nota no registro mais baixo é a nota tônica que dá nome à tonalidade.

Para a maioria das músicas, a primeira nota no registro mais baixo é a nota tônica que dá nome à tonalidade.

Quando a tonalidade é maior, você pode usar o truque de contar do último sustenido ou do penúltimo bemol. Mas, caso você descubra que a primeira nota não é a que você esperava, você pode estar lidando com uma tonalidade menor.

Veja como confirmar a tonalidade:

  • Ouça a música, se possível. Se a harmonia repousa e soa mais estável na harmonia menor, provavelmente está se trata de uma tonalidade menor!
  • Busque pela harmonia que vai da dominante à tônica no final de uma frase. Uma cadência forte é um sinal consistente que confirma a tonalidade.

Círculo das quintas: a ordem de sustenidos e bemóis

Os acidentes musicais são escritos seguindo uma ordem específica em uma armadura de clave.

Essa ordem será familiar para qualquer pessoa que conheça o ciclo das quintas, mas não se preocupe caso não conheça.

Existem duas técnicas mnemônicas úteis para lembrar a ordem de sustenidos e bemóis:

  • Para tonalidades com sustenidos, a “rima” é a seguinte (em inglês): Father Charles Goes Down And Ends Battle
  • Para tonalidades com bemóis (em inglês): Battle Ends And Down Goes Charles Father

Você pode se lembrar disso repetindo a rima em sua cabeça enquanto escreve a armadura de clave no início da linha.

Se você conhece bem os intervalos musicais bem, você também pode contar apenas em quintas acima para sustenidos e quarta abaixo para bemóis

https://blog.landr.com/wp-content/uploads/2019/12/Key-Signatures_Circle-of-Fifths_1200x627.jpg

Como lembrar qualquer armadura de clave

Mas e se você estiver apenas improvisando música em seu instrumento para encontrar uma ideia?

Se estiver tentando lembrar as notas que precisam ser alteradas para caber na tonalidade, você pode usar o círculo de quintas para encontrar a armadura de clave.

Eis o truque:

Lembre-se de que o círculo das quintas começa com Dó maior, tonalidade que não contém sustenidos ou bemóis.

A partir daí, cada passo dado no círculo das quintas, seguindo a ordem da “rima”, adiciona outro sustenido à armadura de clave.



Em seguida, basta adicionar esse número de sustenidos à armadura de clave de acordo com o padrão.

Eis um gráfico para simplificar as tonalidades em sustenido:

key signatures sharp keys

Para tonalidades em bemol, vale a ordem da “rima” bemol, começando novamente em Dó maior no sentido contrário. Eis o gráfico:

flat keys key signatures

Tons enearmonicos

Você deve ter notado que algumas tonalidades estão ausentes neste gráfico. E se você estiver tentando tocar em Sol Maior sustenido!?

Isso é explicado pelo fato de que algumas tonalidades podem ser representadas de forma mais simples pelos equivalentes enarmônicos.

Os enarmônicos consistem em tonalidades que podem ser representadas por duas grafias diferentes.

Os enarmônicos consistem em tonalidades que podem ser representadas por duas grafias diferentes.

Se você diminuir a nota Lá (A) em um semitom, ela se torna Lá bemol (Ab). E se você aumentar a nota Sol (G) em um semitom, ele se tornará Sol sustenido (G#).

Existem duas maneiras diferentes de representar a mesma classe de notas.

Portanto, se G # e Ab são iguais, por que é melhor representar a nota como Ab?



Tente escrever a armadura da clave de Sol sustenido seguindo o padrão tom-semitom da escala maior: algo curioso acontece.

Para preservar o intervalo de semi-tom entre o tom principal e a tônica você teria que utilizar um… Fá dobrado sustenido.

Obviamente, aumentar o Fá em dois semitons é enarmonicamente equivalente à nota Sol. É por isso que é muito mais simples pensar nesse tom como Ab maior!

Estejamos todos no tom

Saber as armaduras de clave é uma habilidade importante para todo músico que deseja evoluir como tal.

Se você tem consicência da tonalidade a todo tempo, você poderá tocar e escrever livremente – isso é um grande benefício para a criatividade.

Use as dicas e truques deste guia para nunca mais esquecer as armaduras de clave.