LANDR BLOG

InspiraçãoNão categorizado

8 Maneiras Negligenciadas de Ser Pago Pela Sua Música

8 Maneiras Negligenciadas de Ser Pago Pela Sua Música

Músicos não ganham dinheiro. Ou ganham?

Os dias de pagar para ouvir música gravada acabaram. Se você quiser ouvir alguma música tudo o que você precisa fazer é dar alguns cliques ou digitar algumas palavras.

Então, isso significa que os músicos estão ferrados? A resposta é não.

Isso significa que, para vender o seu som, você vai precisar saber tudo sobre a distribuição de música e promover a sua música, uma vez que ela está lançada.

Isso vai precisar de criatividade – aquela mesma criatividade que você usa para fazer música todos os dias.

Aqui estão as 8 maneiras mais negligenciadas de ser pago pela sua música. Elas não funcionarão para todo mundo, mas tentar pode te trazer surpresas. Para ter sucesso na música é preciso correr riscos. Eles são simples de tentar, então porquê não?

Dica: CLIQUE AQUI para fazer o download gratuito no nosso e-book de produção de música e tenha tudo o que você precisa para promover sua música com sucesso.

1. Distribua sua Música Sem Uma Gravadora

O boom da distribuição de música digital tem feito a distribuição disponível para todos os artistas – não somente para que têm contrato com gravadoras. Você não precisa gastar todo o seu budget de promoção nisso ou dividir seus direitos se você o fizer você mesmo.

Ter sua música no Spotify, iTunes, Apple Music, Google Play e outras plataformas faz você estar disponível para os seus fãs onde eles ouvem música. Obviamente, os royalties não serão grandes no minuto que sua música estiver nas lojas. Mas te dá um canal para construir, promovendo sua música e aumentando sua base de fãs de outras maneiras.

Além disso, playlists são os grandes tocadores de música na era digital. Plataformas de streaming ajudam a recomendar sua música aos amantes de música que nunca ouviram falar de você. E essas pessoas são seus futuros fãs que vão pagar pelo ingresso dos seus shows, comprar álbuns e fazer stream da sua música.

A distribuição garante que todos os seus esforços de promoção de música não sejam desperdiçados quando alguém estiver procurando por suas músicas na plataforma preferida.

Coloca sua música onde ela precisa estar. Sua promoção de música aponta todos esses ouvidos na direção certa.

2. Distribua sua música de graça. Mas faça isso com estilo

Já não basta simplesmente vender seu álbum. Streaming definitivamente mudou as coisas quando se trata de vender música. 

Quando as coisas ficam estranhas, o estranho vira profissional.

– Hunter S. Thompson

Os consumidores ainda querem suportar a música. Os ouvintes só querem algo especial. E em seus próprios termos.

É por isso que muitos artistas começaram a disponibilizar seus álbuns gratuitamente – mas com alguns extras.

Como você vende o seu álbum – ou dá ele – tem que ser tão criativo como a própria música. Então seja criativo em como disponibilizar o seu álbum. Venda uma experiência, não um “objeto”.

 3. Fiverr

Fiverr é um dos lugares que mais cresce para músicos venderem suas músicas.

É uma comunidade online onde as pessoas podem vender seus serviços começando por $5 dólares – incluindo a venda de músicas, batidas e outros serviços relacionados a música para outros fins.

 

fiver_600x500a

Já existe uma grande comunidade de pessoas vendendo faixas no Fiverr.

Mas ainda não é tão difícil de se destacar. Dica: faixas que foram executadas em software de masterização tendem a se destacar e vender melhor.

4. Músicos estão recebendo royalties todos os dias, você também pode

Você sabia que toda vez que você ouve uma música no elevador o artista que a fez é pago por isso?

Eu não estou dizendo para você sair por ai e fazer música para elevador (mas se você quiser, vá em frente). O que você deve fazer é se envolver com as organizações que cuidam de direitos autorais para artistas.

 

socanascap

Nos Estados Unidos é  ASCAP. No Canadá é SOCAN. Mas a maioria dos principais países têm serviços que cuidam de royalties para os artistas.

Em 2016, a ASCAP pagou $918 milhões de dólares para artistas. Isso é um número bem grande.

5. Envolva-se Em Syncs

Syncs, às vezes chamados de placements, se refere a música usada em outras mídias, como programas de TV, filmes ou comerciais.

Os placements  geralmente são organizados através de supervisores de música ou agentes de placements. Eles usam bibliotecas de som para encontrar músicas para seus projetos.

Um dos melhores sites para começar com Syncs é Versus Media. Ele coloca artistas em contato com pequenos projetos de TV e filmes que precisam de música. Além disso, é gratuito.

Pump Audio é também bom para placements. Basta enviar 2 faixas para obter ‘sinal verde’ e, em seguida, envie o quanto quiser para a biblioteca deles.

 6. IDs YouTube

Youtube é o serviço de streaming número 1 da internet. Ele bate o total de streams do iTunes, Spotify e Tidal sem problemas.

Se a sua música é enviada, você deve ser pago por ela. O Youtube possui um sistema chamado Content ID que encontra exatamente onde sua música está sendo usada no Youtube.

 

contentID

Se encontrar sua música em algum lugar e você é o proprietário dos direitos autorais, você pode optar por comercializá-lo, colocando anúncios no vídeo. É como ter seu próprio pequeno agente do Youtube.

Descubra mais sobre Youtube Content ID aqui.

7. Venda Produtos

Produtos são uma coisa certa. Mas também estão se tornando uma arte perdida.

Seja vendendo camisas e discos em um show, ou vendendo seus sapatos no Ebay,  vender produtos é uma ótima (e acessível) maneira de fazer dinheiro.

 

weezer_snuggie

Os fãs querem algo autêntico do artista – algo que o stream não podem fazer com frequência. Então dê aos fãs opções.

Também não precisa ser em pessoa. Sites como BigCartel e Bandcamp dão aos artistas as ferramentas que eles precisam para vender produtos.

8. Super-fãs

A moeda mais valiosa na música não é dinheiro. São os fãs.

Ter super fãs é um trabalho difícil. Mas valerá a pena no final. Isso significa ser em primeiro lugar, humano, e em segundo, um músico aspirante.

Super-fãs adoram de verdade sua música e irão apoiá-la de qualquer maneira que puderem. Para sempre. Então fale com seus fãs. Conheça-os pessoalmente. Esteja lá quando eles entrarem em contato com você.

Talvez uma das melhores coisas do “Faça você mesmo” na promoção de música são os genuínos relacionamentos entre fãs e artistas. Então construa isso.

Mais dinheiro, menos problemas

Agora que você tem algum fluxo de caixa extra, a melhor coisa que você deve fazer é reinvestir em seu projeto.

Mantenha um fundo de artista que você toca apenas quando precisar. Salve-o e use-o com sabedoria para aumentar o seu projeto ainda mais

Apenas não nos culpe quando todos os seus amigos menos experientes começarem a pedir empréstimos .

Masterização e distribuição ilimitadas, 1.200 samples livres de royalties, 30+ plug-ins e muito mais! <a href="https://www.landr.com/pt/preco/?utm_campaign=acquisition_platform_en_us_studio-generic-new-blog-ad&amp;utm_medium=organic_post&amp;utm_source=blog&amp;utm_content=left-hand-generic-ad&amp;utm_term=general">Obtenha tudo o que a LANDR tem a oferecer com o LANDR Studio.</a>

Masterização e distribuição ilimitadas, 1.200 samples livres de royalties, 30+ plug-ins e muito mais! Obtenha tudo o que a LANDR tem a oferecer com o LANDR Studio.

Monique Brandão

Monique é profissional de marketing, ama música, é viciada em redes sociais e mora no Canadá. No seu tempo livre ela gosta de estar com os amigos e em contato com a natureza, especialmente durante o verão. Contribuidora de Conteúdo da LANDR.

@Monique Brandão

Receba guias de equipamento, dicas de mixagem, os melhores plug-ins gratuitos e muito mais na sua caixa de entrada todas as semanas.