LANDR BLOG

DistribuiçãoPromoção de música

Metadados para Músicos: O Que É e Porque É de Vital Importância Entendê-los

Metadados para Músicos: O Que É e Porque É de Vital Importância Entendê-los

O futuro da distribuição musical remete à duas palavras: Metadados importam.

Metadados garantem que suas músicas estejam prontas para distribuição e lançamento. Se você não os configurou corretamente, suas músicas simplesmente não estarão prontas para serem compartilhadas…

As informações inseridas como metadados permitem que suas músicas sejam armazenadas, classificadas e identificadas adequadamente em todos os lugares em que estiverem disponíveis.
Para ser mais específico, em plataformas como Spotify, Apple Music, YouTube e até mesmo o Shazam.

Isto faz com que suas músicas se tornem rastreáveis – ou melhor dizendo – faz com que elas possam ser encontradas.

Outro ponto importante a se destacar é que os royalties de suas músicas estão diretamente ligados aos metadados. Sem estes dados devidamente organizados e catalogados, você corre o risco de não receber os créditos que tem direito pelas reproduções de sua obra.

Isso pode significar uma perda em sua receita. Por isso, ser profissional com sua música, significa também ser profissional ao tratar os seus metadados. Sem um ou outro, você não estará executando a tarefa completa.

A solução? Entenda tudo sobre metadados antes de lançar suas músicas para que elas possam ser identificadas corretamente, independentemente de onde forem reproduzidas.

Neste artigo, você aprenderá o que são metadados, como tornar suas músicas passíveis de serem descobertas e como garantir que você seja reconhecido por seu trabalho.

O que são metadados de música?

Metadados de música são as informações incluídas nos arquivos de áudio usados ​​para identificar, rotular e apresentar o conteúdo do áudio.

Os metadados são usados ​​por todos os principais dispositivos e aplicativos de streaming de música, incluindo smartphones, Spotify, Apple Music, YouTube e todos os outros principais serviços de música on-line.

Os metadados reúnem diversas informações de uma obra, como o nome do artista, gênero, selo, títulos de músicas, nome do álbum e números das faixas.

No início, eles surgiram como informações básicas codificadas diretamente nos arquivos de um CD. Hoje em dia, remetem a qualquer informação que precise acompanhar um arquivo de música em serviços de streaming ou lojas digitais.

O mecanismo das plataformas de streaming são baseadas em metadados. Eles são mais importante do que nunca. Sem metadados, suas faixas não teriam contexto – seriam apenas arquivos anônimos num mar de dados on-line.

Sem metadados, suas faixas não teriam contexto – seriam apenas arquivos anônimos num mar de dados on-line.

Pense desta forma: quanto mais detalhados forem os seus metadados, mais fácil será para que suas músicas encontrem os ouvintes certos.

Encarar os metadados como algo em segundo plano é como enviar sua música para o aeroporto sem passaporte, sem cartão de embarque, sem dinheiro e sem travesseiro de pescoço. Ela não vai chegar ao seu destino sem ter enfrentar muita confusão e estresse.

É por isso que convenções rígidas sobre metadados são de extrema importância para as principais plataformas de streaming, como o Spotify e o Apple Music.

É também por isso que o preenchimento equivocado referente aos metadados pode interromper seu lançamento. Se os metadados estiverem incompletos ou incorretos, a música não estará apta para a distribuição digital.

Como os metadados funcionam?

Os metadados costumavam ser gravados em uma parte especial do arquivo que não continha áudio. Era assim que os metadados eram originalmente gravados em CDs e outras mídias.

Os metadados ainda podem ser incluídos dessa maneira. Você pode adicioná-los aos seus próprios arquivos usando ferramentas de registro, como o Kid3.

Não é uma má ideia incluir metadados diretamente em seus WAVs, mas os serviços de streaming quase sempre se valem dos metadados enviados por sua distribuição digital para identificar sua música.

É por isso que você precisa ser muito cuidadoso para fazer do jeito certo.

Quando se trata de enviar metadados para serviços de streaming, o seu distribuidor digital cuidará bem disso – basta você inseri-los corretamente.

https://blog.landr.com/wp-content/uploads/2019/06/Metadata-101-Why-Metadata-Matters-for-Your-Release_Builder.jpg

Como obter seus metadados corretamente

Esta é uma lista completa dos dados que você precisa revisar antes de poder distribuir sua música com sucesso:

  • Nome da Faixa: o nome da sua música
  • Gênero: o gênero principal de sua faixa
  • Subgênero: o gênero secundário
  • Artista Principal: o artista principal na música. Você precisará inserir esta mesma informação exatamente da mesma forma em todas as faixas do lançamento.
  • Artistas Convidados: quaisquer outros artistas apresentados na faixa. Tenha cuidado para não escrever o nome do artista convidado no campo do artista principal – é para isso que existe este outro campo!
  • Compositor: A pessoa que escreveu ou contribuiu musicalmente para a obra
  • Editora: A editora que representa o compositor. Digite o nome do compositor novamente se não houver um editor.
  • Produtores: o(s) produtor(es) que participaram da faixa em questão
  • Colaboradores Adicionais: qualquer outra pessoa que tenha trabalhado nessa faixa e deva ser relacionada no ISRC: O identificador único que dá à sua faixa a própria impressão digital. Se você não tiver um ISRC para o seu lançamento, a LANDR fornecerá um gratuitamente.
  • Conteúdo Explícito: indica se a faixa contêm conteúdo explícito de acordo com as diretrizes da LANDR.
  • Letras de Músicas: a letra da música
  • Editora das Letras: A editora que representa o letrista/letrista colaborador
  • Proprietário da Composição: O proprietário dos direitos autorais da composição
  • Ano de Composição: O ano em que a faixa foi composta
  • Proprietária da Gravação Original: o proprietário da primeira gravação do som
  • Ano de Gravação: o ano em que foi realizada a gravação
  • Linguagem de Lançamento: O idioma do lançamento em si. Mesmo que você esteja planejando distribuir sua obra em um país ou território diferente que o seu, o idioma da obra lançada deverá ser o mesmo inserido nos metadados já preenchidos.

Essa lista pode parecer extensa, mas vale a pena inserir o máximo de dados que você conseguir.

4 erros de metadados a serem evitados

A leitura dos metadados é a forma utilizada pelos serviços de streaming para realizar o controle de qualidade em suas plataformas.

Isso significa que, se algo estiver errado, sua obra não será lançada.

Caso qualquer informação de metadados esteja em desconformidade com as regras, seu trabalho não conseguirá chegar até as lojas.

Metadados que não respeitarem rigorosamente as regras podem fazer com que sua obra sequer chegue às lojas.

Veja quatro etapas essenciais para garantir que seus metadados não causem problemas com o seu lançamento.

1. Verifique repetidamente a ortografia e formatação

Certifique-se de sempre preservar a ortografia correta dos nomes de cada faixa e dos nomes dos artistas – da mesma forma, todas as vezes.

Sua ortografia e formatação devem ser consistentes em todas as ocasiões em que o nome do artista for relacionado, seja ele o artista principal ou qualquer outra pessoa, como artista convidado.

Mesmo que você precise inserir um mesmo nome múltiplas vezes, nunca abrevie-o ou adicione pontuação extra.

Se você precisar inserir um artista ou colaborador adicional, use o ícone “+” para acrescentar um campo adicional ao formulário.

É importante não combinar nomes de artistas, como “Toots & The Maytals”, a menos que você queira que sua produção apareça em um perfil de artista totalmente separado em plataformas digitais.

Não adicione múltiplos colaboradores como uma lista em um campo único.

2. Preencha o idioma correto de sua obra

O campo de idioma de seu trabalho indica o idioma e o conjunto de caracteres do seu lançamento.

Ainda que o idioma utilizado nas letras das canções seja diferente, insira neste campo o mesmo idioma que você já preencheu em seus metadados.

3. Não tente manipular o sistema

Os metadados que não apresentarem informações significativas são inúteis e acabam por não contribuírem positivamente para a qualidade de seu trabalho nos serviços de streaming.

Os metadados que não apresentarem informações significativas são inúteis e acabam por não contribuírem positivamente para a qualidade de seu trabalho nos serviços de streaming.

Adote uma abordagem direta e fiel às diretrizes para metadados.

Não deturpe informações sobre gênero ou subgênero de sua música para ganhar visibilidade. Isso apenas deixa os ouvintes (e algoritmos) confusos!

4. Preste atenção aos detalhes da capa de seu disco

A capa do álbum deve ser condizente com os metadados inseridos na obra. Você precisa dedicar à arte da capa do álbum o mesmo nível de atenção aos detalhes conferido ao restante das informações fornecidas sobre o seu disco.

https://blog.landr.com/wp-content/uploads/2019/06/Metadata-101-Why-Metadata-Matters-for-Your-Release_albumart.jpg

Quando as principais plataformas de streaming dizem que não toleram URLs, links para suas mídias sociais ou texto excessivo na capa do álbum, eles estão sendo claros sobre isso.

As tentativas de direcionar tráfego para fora da plataforma reduzem o seu nível de qualidade perante aos serviços de streaming. Não tente investir neste tipo de estratégia.

Prezar por informações precisas, claras e consistentes é o que beneficiará sua música a longo prazo.

Prezar por informações precisas, claras e consistentes é o que beneficiará sua música a longo prazo.

Lembre-se de que essas empresas pagam enormes montantes para conseguir manter os principais artistas em suas plataformas. Então, se você quiser que seu conteúdo figure junto aos principais nomes da música, você tem que respeitar as regras.

Lançamento Metafísico

Os metadados da sua faixa são o que a tornam um produto de qualidade em um serviço de streaming.

Organizá-los corretamente é um passo crucial para que se consiga levar o seu produto ao público.

Agora que você conhece todos os detalhes sobre os requisitos de metadados da LANDR, você está pronto para lançar o seu primeiro trabalho!