LANDR BLOG

Equipamento musicalMixagem e masterização

Como Escolher Um Computador Para Produção Musical

Como Escolher Um Computador Para Produção Musical

Um computador de produção musical é o primeiro passo para a construção do seu próprio home studio.

Bons computadores para produção de áudio nunca foram tão acessíveis.

Na verdade, se você está lendo este artigo em um laptop ou desktop, sua máquina provavelmente tem bastante poder para fazer música.

Mas se você nem sabe por onde começar, escolher o computador certo pode ser uma tarefa difícil.

Se você está comprando ou montando um equipamento especificamente para música, há alguns fatores importantes a serem considerados para obter o melhor laptop ou computador para produção de áudio.

Neste artigo, abordaremos tudo o que você precisa saber para escolher o computador certo para o seu home studio.

Os componentes do computador

Para entender este artigo, você precisará de um pouco de algum conhecimento sobre as partes de um computador. Seu computador musical é tão bom quanto a soma de suas partes.

Seu computador musical é tão bom quanto a soma de suas partes.

Essas partes possuem especificidades que resultam em um desempenho distinto do seu sistema.

As especificações mais importantes de um computador são:

  • Velocidade da CPU e número de núcleos
  • Memória (RAM)
  • Armazenamento (SSD ou HDD)

Vamos analisar cada ums delas em detalhes.

CPU

CPU significa unidade central de processamento.

CPU

É esse o componente no qual ocorrem as operações fundamentais do seu computador.

O desempenho da CPU é medido pela sua velocidade e pelo número de núcleos.

Uma maior velocidade significa um processamento geral mais rápido dos cálculos realizados pelo CPU.

Além disso, núcleos adicionais também são importantes. Mais núcleos de CPU permitem melhor desempenho em aplicativos que suportam multi-threading (multi-processamento).

Todas os principais DAWs se beneficiam do multi-threading, mas o desempenho de single-thread (processamento único) único ainda é importante para o áudio.

Todas os principais DAWs se beneficiam do multi-threading, mas o desempenho de single-thread (processamento único) único ainda é importante para o áudio.

O ponto principal é que, em se tratando de um CPU, o melhor conselho é obter o processador com mais núcleos e a maior velocidade possível.

No mínimo, você deve procurar um processador com pelo menos dois núcleos e velocidade de no mínimo 2,2 GHz.

Memória

Memória refere-se à especificação de RAM do seu computador.

RAM significa memória de acesso aleatório. Trata-se da uma memória de trabalho extremamente rápida a qual o seu computador utiliza para armazenar as informações necessárias imediatamente.

Nos primórdios da computação a memória RAM era extremamente cara.

As peças de computadores atuais são muito mais econômicas. É comum ver configurações de RAM de até 64 GB ou mais em modelos de última geração.

Aumentar a quantidade de RAM disponível em seu sistema otimizará o seu desempenho – isso até certo ponto.

Apesar da importância da RAM, as tarefas relacionadas ao áudio não pesam tanto na memória do sistema.

Apesar da importância da RAM, as tarefas relacionadas ao áudio não pesam tanto na memória do sistema.

Dito isso, 8 GB é o suficiente para a maioria do processamento de produção musical.

RAM

16 ou 32 GB podem ajudar se você planeja trabalhar com grandes bibliotecas de samples necessárias para emular instrumentos acústicos de maneira realista.

Ainda assim, pense duas vezes antes de pagar preços exorbitantes para maximizar a memória RAM do seu computador.

Armazenamento

Armazenamento faz referência ao espaço interno do seu computador disponível para salvar arquivos e aplicativos.

Nesse aspecto, pode-se dizer que quanto mais, melhor, mas também é bom lembrar que a velocidade também importa.

As unidades de estado sólido (SSDs) utais são consideravelmente mais rápidas que os discos rígidos convencionais (HDDs).

O uso de um SSD como principal drive de armazenamento do Sistema Operacional e dos aplicativos produz uma grande diferença na velocidade de inicialização e em outras tarefas intensivas de leitura/gravação.

Mas ao optar por um desses, você provavelmente precisará se contentar com menos capacidade armazenamento no volume do sistema – os SSDs custam mais por GB do que os HDDs.

SSD vs HDD

Dica: No passado o armazenamento de arquivos e sessões de áudio em uma unidade separada era uma prática recomendada.

Isso se tornou menos preocupante com o hardware moderno, mas ainda é uma maneira válida de aliviar a sobrecarga da unidade principal do sistema.

Considere usar um drive externo rápido para suas sessões e arquivos de áudio.

Mac vs. PC

Antes de começar a analisar versões ou modelos específicos, você deve decidir qual plataforma de computação é a mais adequada para você.

Mac e PC são os dois tipos principais. Há também uma comunidade dedicada de produtores de áudio em Linux, mas é certo que esse sistema operacional é muito menos comum entre iniciantes e profissionais quando o assunto é áudio.

A questão Mac vs. PC costuma ser um grande tópico de debate na comunidade de áudio profissional.

Mac vs. PC

Muitos insistem que a estabilidade e o fluxo de trabalho suave do Mac OS são melhores para a produção, ao passo que outros apontam a acessibilidade e as atualizações facilitadas do PC como um grande benefício.

Muitos insistem que a estabilidade e o fluxo de trabalho suave do Mac OS são melhores para a produção, ao passo que outros apontam a acessibilidade e as atualizações facilitadas do PC como um grande benefício.

Hoje, as duas plataformas possuem uma arquitetura semelhante graças aos processadores Intel. Isso significa que, essencialmente, não há tanta diferença entre eles.

Dessa forma pode-se comparar as duas opções diretamente, observando as especificações de seus componentes lado a lado.

O valor pago pela performance dos componentes do Mac é quase sempre mais alta quando comparado com os PCs.

Contudo, se o design, a estabilidade e a facilidade de uso da plataforma Mac valem a pena para você, você deve estar disposto a pagar um pouco mais.

Por outro lado, se você tem um orçamento super apertado ou busca simplesmente pela melhor relação custo/benefício, um PC com Windows pode ser sua melhor escolha.

Sistema operacional de 64 bits

Independentemente da plataforma utilizada, o use de um sistema operacional de 64 bits é fundamental.

A arquitetura de 64 bits existe já há algum tempo, então não há para onde correr nesse ponto. Todos os principais DAWs suportam 64 bits e os benefícios no desempenho são visíveis.

64 bit

Os aplicativos de 64 bits em um ambiente de 64 bits podem aproveitar muito mais da memória disponível no seu sistema.

Pode parecer complicado, mas tudo o que isso significa é que o sistema operacional de 64 bits permite que você tire um maior proveito dos recursos do seu computador.

Laptop vs. Desktop

A potência geral dos componentes do seu computador é limitada por fatores como tamanho, consumo de energia e geração de calor.

Os computadores de mesa podem acomodar componentes maiores e suprir fontes de energia com mais capacidade – enquanto dissipam o calor mais facilmente com ventiladores e dissipadores de calor.

Em comparação, os designs de laptops precisam comprometer esses fatores para alcançar sua portabilidade e tamanho pequeno.

laptop vs. desktop

Isso faz do desktop a escolha mais acertada quando a velocidade e a potência são fatores críticos.

Isso não quer dizer, contudo, que um laptop com especificação excepcional não seja uma boa escolha para produção musical.

Existem muitos laptops com desempenho perfeitamente bom para executar o seu DAW e os plugins. Essa é uma boa notícia se você precisa de portabilidade para produzir música em qualquer lugar.

Use o tipo que se ajusta ao seu fluxo de trabalho, apenas verifique se as especificações básicas estão acima do limite aceitável para produção musical.

Gaming PC para produção musical

Muitas marcas de PCs oferecem versões de ponta otimizadas especificamente para rodar games nas configurações mais altas.

Quase todos os PCs para games são bons o suficiente para produção musical, mas na maioria das situações eles podem ser um pouco exagerados.

Quase todos os PCs para games são bons o suficiente para produção musical, mas na maioria das situações eles podem ser um pouco exagerados.

As placas gráficas de primeira linha e as poderosas configurações de RAM da maioria dos PCs para jogos geram um custo extra que pode não se traduzir necessariamente em melhor desempenho na produção musical.

https://blog.landr.com/wp-content/uploads/2019/10/How-To-choose-a-music-Production-computer_Gaming-Computer-1.png

Se você já possui um PC para jogos, este já é um equipamento apto para a produção musical. Caso contrário, você não precisa comprar uma dessas plataformas super potentes apenas para executar o seu DAW e alguns plugins.

AMD vs. Intel

AMD e Intel são os principais fabricantes de CPU. As duas marcas competem entre si há décadas.

No passado, a AMD era associada a orçamentos mais modestos e oferecia um desempenho ligeiramente menor a um preço mais acessível.

Atualmente, as duas empresas estão no mesmo nível quando se trata de performance para produção musical.

A AMD fez um grande sucesso com sua série Rysen de CPUs com desempenho excepcional no processamento de aplicativos multithread a um custo impressionantemente baixo.

No entanto, há um debate na comunidade de áudio profissional sobre a latência presente ao lidar com tamanhos de buffer baixos em comparação aos chips Intel.

Também pode ocorrer alguns problemas de compatibilidade dos CPUs AMD com alguns DAWs específicos, incluindo o Pro Tools.

Muitos usuários relatam que os processadores Ryzen funcionam bem em seus sistemas, mas os guias tradicionais de hardware da Avid não os suportam oficialmente.

Considere uma máquina baseada em Intel se você deseja maximizar a compatibilidade.

Gráficos integrados vs. GPU

Muitos laptops e desktops de baixo custo reduzem os custos usando gráficos integrados no lugar de GPUs discretas.

Gráficos integrados indicam que o processador gráfico está localizado no mesmo chip que a CPU.

Gráficos integrados indicam que o processador gráfico está localizado no mesmo chip que a CPU.

Isso pode economizar espaço, produção de calor e custo total, mas o reflexo no desempenho é considerável.

No entanto, uma GPU dedicada nem sempre é a necessária para a gravação. A principal tarefa gráfica que seu computador deve realizar durante a produção de áudio é a renderização de interface do usuário do seu DAW e dos plugins.

E esse não é um desafio grande o bastante para que seja necessária GPU discreta de alto desempenho. Dito issso, qualquer sobrecarga você possa tirar da CPU aumentará a quantidade de faixas, plugins e processos que você pode executar de uma só vez.

Opte por uma GPU discreta se precisar forçar os limites do seu computador, mas não se preocupe muito se o seu sistema não incluir uma.

Centro de produção musical

Comprar um computador para produção musical pode parecer complicado visto que há muitos fatores diferentes a serem considerados.

Por outro lado, o custo de um computador rápido nunca foi tão baixo. Você pode fazer boa música com praticamente qualquer máquina decente, e isso é encorajador.

Use este guia para ajudá-lo a escolher o computador de produção musical perfeito para o seu projeto.