LANDR BLOG

Equipamento musicalMixagem e masterização

Como Utilizar o Panning Para Obter Um Som Mais Amplo na Sua Mix

Como Utilizar o Panning Para Obter Um Som Mais Amplo na Sua Mix

Faça um panning pra valer! A sonoridade agradece.

Há algo que todas as boas músicas têm em comum: espaço.

O espaço confere claridade ao seu som. Quando ele é tratado da forma correta, o seu som possui amplitude o suficiente para que nenhum dos seus instrumentos fiquem sobrepostos na mix.

Mas obter amplitude e espaço em uma mixagem nem sempre é tarefa fácil. Felizmente, há um modo simples de conferir claridade e espaço à sua mixagem – e muitas vezes esse recurso passa despercebido.

Trata-se do Panning.

Eis aqui o básico que você precisa saber sobre o panning. Utilize essa ferramenta para conferir a espacialidade e a clareza que faltam na sua mixagem.

Os Graves São o Seu Centro de Gravidade

Toda boa mixagem possui um núcleo – e é centro da sua imagem estéreo precisa ser o ocupar esse espaço. Mas o que você deve manter nesta região?

Os elementos presentes no centro do seu panning são a espinha dorsal da sua mixagem.

E o melhor jeito de fazer com que a sua mixagem possua um núcleo sólido é manter as baixas frequências no centro. Isso quer dizer bumbo, baixos e qualquer outra coisa abaixo da faixa de 120hz.

Se a sua faixa possui vocais principais, direcione-os ao centro do panning também. Experimente fazer o panning para a direita ou esquerda de vocais duplicados ou com efeitos.

Mas como regra geral, vocais principais devem sempre ser “panneados” rumo ao centro da mix.

Acredite na força do Pan!

Não fique com medo de fazer um pan marcante nos seus sons quando você estiver começando.

Pegar leve no panning em todos os contextos de mixagem é um erro comum cometido por muita gente. Isto é, fazer o panning, mas não o suficiente para que ele se destaque. Distribuir o som para esquerda e para direita sem cuidado e observação não leva à nada. É preciso dimensionar o som.

Esse erro comum acaba fazendo com que a sua mix fique saturada, como se estivesse compactada em uma lata de sardinhas. Leve o pan a sério. Arrisque projetar os sons para o centro, direita e esquerda, sem medo de ser feliz.

LRAC

Esse é um bom caminho para começar uma mix criando espaço logo de cara.

E uma vez que você compreende os ajustes trazidos pelo panning, você pode começar a experimentar com novas espacialidades.

“What’s The Frequency, Kenneth?”

O panning parece bem simples até agora, certo? Beleza. Agora é hora de pensar sobre quais sons colocar em cada lado.

Você já tem todos os seus sons graves no centro? Agora vamos distribuir os outros sons para a esquerda e para a direita.

A melhor maneira de decidir sobre como aplicar o pan em cada elemento sonoro é analisando as frequências.

Se você possuir dois sons que estão disputando por espaço na mesma frequência, então faça o pan de um à esquerda e de outro à direita.

Por exemplo: se você possuir uma parte de sintetizador que está se perdendo em uma faixa de piano, projete o sintetizador totalmente para a esquerda e o piano para a direita.

Não sabe ao certo quais são as frequências em cena? Sem problemas. Aplique um analisador de frequências na sua mixagem e saiba quais sons estão compartilhando o mesmo espaço. Em seguida, faça o panning de acordo com essa análise.

freq_700

Equilibrando a Imagem Estéreo

Uma mix desequilibrada, com os elementos sonoros mal distribuídos na imagem estéreo, não agrada os ouvidos.

Isso pode comprometer a experiência do ouvinte. Então trate de manter a sua mixagem equilibrada.

Verifique a sua mix para ter certeza de que não há um excesso de elementos sonoros em somente um dos lados.

Um desequilíbrio para esquerda ou para a direita resultará em um som confuso e cansativo para os ouvidos.

Uma boa regra geral é manter uma quantidade igual de elementos em cada lado. Tente observar a sua mixagem em pares e crie um equilíbrio entre os elementos em questão.

Os headphones são como microscópios

Analise os seus pans nos headphones. Os monitores te darão uma idéia sobre como os pans estão se ajustando. Mas, na verdade, qualquer som em uma sala aberta irá escapar aos seus ouvidos em alguma medida.

A única maneira de ter certeza sobre o panning é analisando-o com headphones. Faça uma escuta ativa e procure escutar cada parte independentemente do restante da mixagem.

cans_700

Tente ter uma noção de onde cada parte está situada e tente ver a mixagem como uma imagem sonora completa.

Automatize os Pans

Agora que você criou espaço na sua mixagem, é hora de fazer com que o som viaje pela paisagem.

O panning automático irá permitir que certos sons movam-se através do espectro estéreo ao longo da sua faixa.

Isso funciona especialmente bem com uma camada de ambiência ou com uma percussão repentina. Mas faça experimentos com esse recurso ao longo da sua mixagem.

A maioria dos softwares DAW possuem uma função de automatização na janela de arranjos. Então conheça a função no seu DAW e encontre a automação de panning que funciona melhor para o seu som.

automate

O panning automatizado é bom para sobreposição e para obter um som com mais movimento.

O espaço criado pela automação do panning, evidencia toda a amplitude concebida na mixagem.

Pan é vida!

Esse conhecimento básico sobre o panning te dará um grande espaço na mixagem.

Como tudo na mixagem, o panning deve ser criativo. Então faça experimentações até encontrar o que funciona bem para você.

Aprenda os conceitos básicos e trate de sempre ter a sua sonoridade em primeiro lugar.