LANDR BLOG

Equipamento musicalMixagem e masterização

7 Dicas Para Criar Headroom E Como Isso Vai Salvar Suas Mixes

7 Dicas Para Criar Headroom E Como Isso Vai Salvar Suas Mixes

Nosso poderoso mecanismo de masterização baseado em IA ouve a sua música e oferece música cristalina com qualidade de estúdio que está pronta para o lançamento. Domine uma faixa. Domine uma faixa

Headroom é como ar – sua mix precisa dele para poder respirar.

O problema mais comum que vemos na LANDR é a falta de headroom.

Pergunte a qualquer engenheiro de masterização e ele vai dizer a mesma coisa: Se uma mix vem sem headroom, há literalmente menos espaço deixado para melhorias.

A boa masterização final que você está procurando começa com bons hábitos enquanto você está mixando música. E manter o headroom na mente quando você iniciar a sua mix é o melhor hábito que você pode ter.

As duas cruciais qualidades da boa mix são dinâmicas e headroom. Uma mix dinâmica tem muita variação entre as partes altas e silenciosas. A energia muda ao longo do tempo e mantém a mix interessante.

Certificar-se de otimizar seu headroom em cada etapa de seu mix é a melhor maneira de evitar comprometer aquelas todas dinâmicas importantes.

Veja como funciona. E mais importante, aqui está como fazê-lo direito.

O QUE É HEADROOM?

No mundo do áudio digital – Peak Headroom é o espaço disponível em dB (decibéis) entre o seu nível de pico mais alto (pense em transientes) e 0 dBFS (decibéis escala completa). É um buffer que você deixa sem uso. Imagine o headroom como sua “zona de segurança”.

Lembre-se! Headroom é o espaço entre seus picos mais altos (transientes) e 0 dB, e NÃO entre o nível médio (RMS) da sua faixa e 0 db (que ainda vai clipar). Muitas pessoas ficam confusas!

Deixar headroom é crucial. Vai ajudar você a:

  • Prevenir seu mix de clipping e distorção.
  • Dar a masterização o espaço necessário para trabalhar a sua mágica.

É também a melhor maneira de evitar esta mensagem no LANDR:

7-Tricks-To-Create-Headroom-2
headroom_slammed

Aqui está um exemplo de uma faixa sem headroom. Os picos transitórios estão com clipping!

O QUE DEU ERRADO?

Normalmente falta headroom nas mixes porque:

  • Foi mixada quente (você está ligando o nível muito próximo de 0 dB no seu medidor)
  • Os plugins foram usados no master bus para intensidade (geralmente um limitador e / ou compressor)

Esses tipos de níveis não deixam espaço para masterização. O output de uma faixa neste volume causará clipping e distorção.

Se você está procurando intensidade – LANDR é o que você precisa. Não precisa adicionar plugins no master bus para intensidade.

Dito isso, se você gosta de usar um limitador específico, compressor, EQ ou outro plugin no output da masterização, para efeitos de coloração ou colagem, por exemplo, vá em frente. Basta manter esse headroom em mente.

7 DICAS PARA AJUDÁ-LO A REALIZAR O HEADROOM EM SUA MIX:

1. Primeiro concentre-se na característica dominante da sua mix

Decida com antecedência quais os elementos da sua mix serão frente e centro em termos de presença. Em seguida, integre as outras faixas por baixo.

Experimente fazer um loop na seção mais alta e mixar primeiro (frequentemente os refrões). Em seguida, passe para as seções menos intensas (versos) e, finalmente, o mais baixo (intros, outros).

2. Use Seus Olhos E Ouvidos

Fique de olho no seu master fader. O clipping em uma DAW é 0 (zero) dBFS. É melhor manter seus picos em alguns dB abaixo de 0 dBFS. Aponte para cerca de -6 dBFS – é agradável e seguro. :)

7-Tricks-To-Create-Headroom-1

Aqui está um snapshot no tempo de um canal mestre com grande headroom.

Para atingir um bom headroom, fique de olho em duas coisas:

  • O nível médio (RMS) no seu master meter deve se parecer com o acima.
  • Ao longo de sua faixa, nada (incluindo transientes) deve passar de -6 dBFS.
7-Tricks-To-Create-Headroom-3

Acima está uma forma de onda saudável e de boa aparência: Chamamos isso de “espinha de peixe” – o oposto da “salsicha” (um bloco reto).Os transientes e a dinâmica são preservados.

Alguns estilos de produção (produção de música eletrônica, por exemplo) podem envolver fontes de som e técnicas de compressão que levam a formas de onda mais semelhantes a blocos, o que é muito legal. Contanto que tudo que você faça seja para a sensação da sua mix – NÃO a intensidade total.

NÃO MUITO RÁPIDO: Alguns de vocês trapaceiam seu caminho para um -6 dBFS. Se o seu soundwave parece uma salsicha, NUNCA reduza usando um limitador ou normalizando. Você pode pensar que criou headroom porque seu nível de pico está em -6dBFS, mas é compactado. Isso é trapaça e não soará bem no final.

3. Pense antes de automatizar

Uma maneira clássica de automatizar é conhecida como “montar seus faders” – freqüentemente usado para vocais e outros instrumentos para obter níveis suaves e controlados ao longo da música.

Automatizar volume e efeitos é uma ferramenta flexível e poderosa. Mas saltando para ele muito cedo no processo de mistura pode te levar para uma rua sem saída, se você não for cuidadoso (ou seja, você poderia acabar com todo o seu headroom super cedo).

Comece ajustando seus níveis de fader individuais para obter um bom equilíbrio geral. Em seguida, use a automação como uma ferramenta para tornar as coisas equilibradas mais tarde.

4. Louder não é sempre igual a melhor

Todo mundo faz isso: ficamos animados porque sons altos soam bem, então aumentamos os faders desnecessariamente. No entanto, a intensidade máxima não deve ser o seu foco na mistura.

“Mas EU GOSTO ALTO!!!”. Sem problemas – basta aumentar o nível de seus monitores ou fones de ouvido até que você se sinta bem – ;)

Tenha cuidado para não explodir seus ouvidos por longos períodos de tempo. Mixar em níveis altos pode deturpar como seu mix realmente soa. Sinta-se livre para aumentar de vez em quando, no entanto, é geralmente recomendado mixar em níveis mais conservadores. Mire para um nível onde você pode ter uma conversa casual com um amigo sem ter que gritar sobre o seu mix.

5. Trabalhe em 24 Bit

Quando o áudio digital começou a assumir o controle do analógico, muitas das práticas que os engenheiros estavam acostumados foram levadas. Incluindo a idéia que você teve de gravar tão alto quanto possível para manter seu sinal acima do ruído da sala.

Esta foi definitivamente uma preocupação quando gravando em fita. Mesmo um monte de faixas em 16-bit digital pode começar a ter um audível ruído de sala.

Mas o 24-bit resolve tudo isso. O ruído da sala é tão baixo em 24 bits que você pode dar-se muito espaço (15-20 dB) entre seus picos e 0 dBFS sem se preocupar com ruído ou perda de resolução.

6. Controle suas dinâmicas

Sempre gerencie seus elementos transientes-pesados em seu mix. Dinâmicas são boas, mas aplique um pouco de compressão suave e eficaz para mantê-los sob controle. Isso ajudará a evitar efeitos de limitação duros do processo de masterização ao masterizar em ALTA intensidade.

Adicione Adicionar pequenas quantidades de compressão em diferentes fases do processo de mixagem, em vez de adicionar um lote no final.

7. Não trapaceie

Tenha headroom em mente quando você inicia sua mix e mantenha as suas faixas em nível seguro. Se você estiver tentando recuperar headroom no final, afine seus níveis de faixa individuais, em vez de alcançar o seu master fader e puxá-lo para baixo.

Não trapaceie seu caminho para -6 dBFS. Se você usou plugins por causa da intensidade de som e sua forma de onda é grande, semelhante a um bloco e atingindo o pico em ou perto de 0 dBFS – não pegue um atalho arrastando seu fader mestre para baixo. Você pôde pensar que você criou o headroom porque seu nível de pico é agora mais baixo, mas você esmagou seu mix. Para o headroom ser benéfico para o seu mix, ele precisa chegar lá do modo correto.

OBJETIVO DE UMA MISTURA DIN MICA COM ESPAÇO PARA RESPIRAR

A chave para um grande mix é começar com uma produção dinâmica – que tem variações de energia por toda parte.

Resista ao desejo de destruir o headroom criando os faders – ou pior, utilizando um compressor ou limitador no barramento mestre por causa da intensidade.

Pode levar algumas tentativas para fazer headroom uma parte do seu fluxo de trabalho. Mas garanto que seus mixes terão uma sensação muito melhor. Enviar um mix com bom headroom para masterizar irá elevar o seu mix para uma peça masterizada!

Então fique frio, mantenha seus níveis a uma distância segura de 0 dBFS, e deixe que o mix respire.

Masterização e distribuição ilimitadas, 1.200 samples livres de royalties, 30+ plug-ins e muito mais! <a href="https://www.landr.com/pt/preco/?utm_campaign=acquisition_platform_en_us_studio-generic-new-blog-ad&amp;utm_medium=organic_post&amp;utm_source=blog&amp;utm_content=left-hand-generic-ad&amp;utm_term=general">Obtenha tudo o que a LANDR tem a oferecer com o LANDR Studio.</a>

Masterização e distribuição ilimitadas, 1.200 samples livres de royalties, 30+ plug-ins e muito mais! Obtenha tudo o que a LANDR tem a oferecer com o LANDR Studio.

Andre Santos

@Andre Santos

Receba guias de equipamento, dicas de mixagem, os melhores plug-ins gratuitos e muito mais na sua caixa de entrada todas as semanas.

As últimas novidades da LANDR